Acidente com caminhão de gasolina mata um e interdita a Rodovia Anhanguera em Ribeirão Preto

Houve vazamento de combustível na pista e congestionamento chega a 6 km. Polícia Rodoviária diz que três foram socorridos em estado grave, mas passageiro da carreta não resistiu.

 Acidente com caminhão de gasolina mata um e interdita a Rodovia Anhanguera em Ribeirão Preto

Um engavetamento na manhã desta quarta-feira (28), envolvendo quatro carros e um caminhão carregado com gasolina, deixou um morto e causa seis quilômetros de congestionamento na Rodovia Anhanguera (SP-330), em Ribeirão Preto (SP).

Houve vazamento de combustível e o Corpo de Bombeiros trabalha no local. A assessoria da Autovias informou que uma das pistas no sentido capital – interior, onde ocorreu o acidente, foi liberada por volta de 10h. O sentido inverso segue bloqueado.



INSCREVA-SE E FIQUE POR DENTRO




Segundo o tenente da Polícia Rodoviária Péricles Veronezi Flora, duas pessoas que estavam na carreta bitrem e outra que estava em um dos automóveis foram socorridas com ferimentos graves. Outras duas vítimas sofreram ferimentos leves.

O passageiro do caminhão foi levado à Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas (HC-UE), mas não resistiu aos ferimentos. Já o motorista, continua internado em estado grave.

Ainda segundo Flora, a suspeita é de que o caminhoneiro seguia no sentido capital – interior e perdeu o controle da direção em um trecho de descida. O veículo derrubou a mureta de concreto no canteiro central e tombou na pista contrária.





Houve vazamento de gasolina e a rodovia foi interditada. Equipes do Corpo de Bombeiros, da Cetesb e da concessionária Autovias estão no local. O subtenente da Polícia Rodoviária Rivaldo Ferreira disse que o caminhão levava entre 40 e 45 mil litros de combustível.

"Existe risco de explosão em razão do gás, porque aqui é muito calor e a gasolina gera esse gás. O risco de explosão não é no líquido, é no gás", explicou Ferreira.

Ainda de acordo com o subtenente, existe a suspeita de que o caminhão trafegava acima do limite de velocidade da via, que estava passando por obras no momento do acidente.

"É um trecho de descida bastante íngreme, onde os veículos devem descer, conforme diz a placa, a 60 quilômetros por hora. Acredito que, talvez, o trânsito tenha ficado moroso repentinamente e o caminhão tenha perdido o controle", afirmou.

A Autovias informou que o caminhoneiro foi levado para a Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas (HC-UE). Duas vítimas foram encaminhadas à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Ribeirão, mas não há informações sobre o estado de saúde delas.







O capitão do Corpo de Bombeiros Glauco Castilho Rossi afirmou que 15 agentes e oito viaturas trabalharam no local. As equipes realizaram o isolamento da área onde havia combustível, com distância de 100 metros dos demais veículos.

"A nossa preocupação foi dar o primeiro atendimento às vítimas, transportar para devido atendimento médico e depois fazer a contenção do vazamento de combustível e prevenção de incêndio", disse.

Barricadas com terra foram colocadas próximas ao canteiro central da rodovia para evitar a contaminação do solo. Os bombeiros aguardam a transportadora para retirar a gasolina que restou dentro dos tanques.

A Polícia Rodoviária informou que não houve contaminação de mananciais, mas equipes da Cetesb trabalham no local.





Quem segue no sentido capital – interior deve utilizar o acesso no quilômetro 290 e continuar pela Rodovia José Fregonesi (SP-328) até o quilômetro 14, onde passa a seguir pela Rodovia Antônio Machado Sant'Anna (SP-255) até o quilômetro 307, e então retornar à Anhanguera.

Já os motoristas que estão no sentido interior – capital devem fazer o sentido inverso, ou seja, seguir pela Rodovia Antônio Machado Sant'Anna até acessar a Rodovia José Fregonesi e depois a Anhanguera, em Cravinhos (SP).



ACIDENTE EM RIBEIRÃO PRETO