8 motivos para você acordar às 5 da manhã

Você vai ter tempo para priorizar aquilo que você realmente gosta de fazer

 8 motivos para você acordar às 5 da manhã

Você é daquelas pessoas que sofrem para sair da cama e dariam tudo para dormir “só mais 5 minutinhos”? Certamente você não é a única, mas saiba que levantar bem cedo tem vantagens que podem ser melhores do que passar mais alguns momentos embaixo das cobertas. Conheça as principais:

1. Você “larga na frente” do restante das pessoas



Começar seu dia antes da maioria das pessoas traz uma grande vantagem psicológica: enquanto os demais estiverem lutando para sair da cama, você já terá se trocado, tomado café e começado suas atividades.

Isso pode parecer pouco, mas se livrar daquela sensação de já acordar atrasada faz uma enorme diferença na nossa vida.

2. Você consegue organizar melhor o seu dia



Justamente por ainda ter algumas horas antes do início dos seus compromissos, você terá um bom tempo para planejar sua programação do dia e preparar tudo o que você vai precisar, seja material de estudo ou de trabalho ou mesmo uma refeição saudável para consumir no escritório.

3. Você tem mais tempo para as suas coisas



Como você está acordada antes do restante do mundo, você pode aproveitar esse tempo para fazer as coisas que você considera mais importantes para a sua vida, e não aquelas que se tornam urgentes devido às expectativas alheias.

Dessa forma, quando as demandas das outras pessoas começarem a chegar, você já terá feito aquilo que você realmente fazia questão, e as obrigações deixam de ser um fardo.

4. Você funciona no modo ação, e não no modo reação



Devido ao fato de estar “adiantada” na sua rotina e já ter feito aquilo que você mais queria, acordar às 5 horas permite que você esteja pronta para cumprir sua obrigações assim que elas chegarem – ou antes mesmo de alguém cobrar você.

Assim, você faz suas atividades por meio da ação, e não da reação às demandas externas, o que te deixaria muito mais cansada por colocar as necessidades dos outros no topo da sua lista de prioridades. Dessa forma, você mantém sua energia e seu foco, permitindo cumprir muito mais tarefas durante o dia sem se sentir exausta.

5. Sua produtividade aumenta



Além de gastar menos energia mental por funcionar no modo ação e não no modo reação, o que já permite realizar mais tarefas, sua produtividade aumenta porque acordar bem cedo permite que você comece seus compromissos com seu nível de disposição lá em cima.

Afinal, como a sonolência e o mau humor matinal já vão ter passado quando você chegar na aula ou no trabalho, você estará pronta para se dedicar às suas atividades desde o primeiro minuto e terá uma maior capacidade de concentração. Como resultado, você consegue dar conta de suas tarefas mais rápido e de uma forma mais precisa.

6. Os exercícios feitos pela manhã são mais benéficos



Ter uma rotina de exercícios é importante e já melhora nossas condições de saúde, mas eles são ainda mais poderosos quando feitos pela manhã. Nesse horário, as atividades físicas aceleram o metabolismo e a queima de gordura e estimulam a liberação de endorfina, o que nos deixa mais dispostas e felizes pelo restante do dia.

Além disso, fazer exercícios pela manhã colabora para você dormir melhor, enquanto praticá-los à noite nos deixa mais agitadas e pode atrapalhar a qualidade do seu sono.

7. O relógio biológico vai trabalhar a seu favor



Nosso organismo está sujeito ao ciclo circadiano, ou seja, nosso relógio interno que controla o sono, a vigília, o apetite, a temperatura do corpo e a produção de alguns hormônios, entre outras funções fisiológicas.

E o que controla o ciclo circadiano é a luz, que regula a produção dos hormônios melatonina e cortisol. A melatonina é produzida à noite, quando escurece, e ela é responsável por nos deixar mais sonolentas, enquanto o cortisol é produzido em resposta à luz matutina, nos fazendo despertar e entrar em estado de vigília.

Por isso, mesmo que você goste de acordar mais tarde, levantar e dormir cedo faz com que seu corpo funcione de acordo com o relógio biológico natural dos seres humanos. Como resultado, seus períodos de atividade e de descanso são mais bem aproveitados.

8. Você termina seu dia mais feliz



Como você teve algumas horas para fazer o que você queria no começo da manhã, ao chegar em casa depois do trabalho você terá a sensação de dever cumprido, o que te dará mais motivação para continuar seus projetos dia após dia e evitar aquele sentimento de “recuperar o tempo perdido” de quando se está sempre atrasada.

Além disso, se ainda houver um tempinho antes do horário de ir para a cama, você poderá aproveitar para relaxar assistindo a um filme ou à sua série preferida. E isso, claro, vai te deixar muito mais feliz, pois será possível conciliar seus compromissos e suas atividades de lazer.

Portanto, mesmo que você não consiga acordar exatamente às 5 horas, vale a pena tentar adiantar seu despertador aos poucos e, gradualmente, passar a acordar mais cedo. Você vai gostar das mudanças positivas na sua vida!

QUAL O MELHOR HORÁRIO E COMO TOMAR WHEY PROTEIN?

Aqui você vai saber como tomar whey protein e qual o melhor horário para fazer isso! Confira agora e pare imediatamente de fazer besteira na sua dieta!

 QUAL O MELHOR HORÁRIO E COMO TOMAR WHEY PROTEIN?

INSCREVA-SE E FIQUE POR DENTRO DAS NOTÍCIAS - BLOGON.COM.BR




Todo mundo que treina de verdade já ouviu falar de whey protein, aquele suplemento à base de proteína de soro do leite, considerada de rápida absorção e de alto valor biológico.

Devido às suas características, é ideal para quem quer ganhar massa muscular e recuperar as lesões musculares tradicionais do treino.

Esse concentrado de proteína é um dos suplementos favoritos de quem treina pesado, já que é uma ótima alternativa para aumentar a ingestão proteica de maneira rápida, prática e eficiente.

Apesar disso, não adianta só comprar o seu pote de whey na loja de suplementos e ingerir todos os dias para poder ter os resultado que deseja.

É preciso saber consumir esse concentrado da maneira correta.

Quem acha que ter hora certa para tomar Whey é conversa fiada está enganado!

Tomar whey de qualquer maneira e em qualquer horário é gastar dinheiro à toa. E se você não quer que isso aconteça, é melhor começar a se ligar nos horários estratégicos para ingerir seu Whey, se quiser alcançar seus objetivos no treino.

O horário e a porção de Whey que você vai tomar por dia, pode variar de acordo com a sua necessidade proteica, sua rotina de exercícios, o seu objetivo final, a sua dieta e, é claro, o seu perfil físico.

Por isso, não caia no papinho de profissionais que só querem te passar para trás e que afirmam que o whey pode ser consumido em qualquer horário e em uma quantidade padrão.

Isso não existe! E esse enganador só está pensando em te vender um volume de suplemento que provavelmente você não precisa.

Quer saber mais sobre o Whey Protein e descobrir os melhores horário para consumi-lo? Então se liga:





Por que consumir Whey Protein?
O organismo humano utiliza qualquer proteína da nossa dieta para várias funções metabólicas, sendo uma delas a recuperação de fibras musculares que são perdidas ao longo do dia, especialmente depois da prática de atividade física.

Quando a sua dieta padrão lhe fornece uma porção elevada de proteína, sem que você precise usar nenhum tipo de suplemento, é provável que as perdas musculares sejam recuperadas somente com a ajuda da alimentação.

Tomar um copão de whey protein nessa situação pode fazer com que sua ingestão de proteína seja muito elevada e isso não trará benefícios extras, pois a proteína em excesso será eliminada e/ou pode ser transformada em gordura corporal.
Além disso, a longo prazo pode até mesmo te fazer desenvolver doenças renais graves, já que seu organismo é obrigado a trabalhar sempre com a sobrecarga de suplemento que você oferece a ele.

“Então, se eu não treino pesado, não posso tomar whey?”, você deve estar se perguntando. Mas é claro que pode!

O Whey Protein não é um suplemento só para quem faz treino bruto, mas sim para ajudar a repor a massa muscular, adequando sua ingestão proteica.

Se você tem uma dieta que está de acordo com sua necessidade proteica, mesmo que pratique um treino intenso, pode não precisar tomar o suplemento.

Porém, se está numa dieta que não lhe oferece o tanto de proteína que precisa, o Whey é um grande aliado, mesmo que seu treino seja leve.

Além disso, o Whey Protein possui um excelente perfil nutricional, pois contém todos os aminoácidos essenciais e ainda colabora para outras funções, como sistema imunológico, crescimento e manutenção óssea, entre outros.

Por isso, é um suplemento coringa e pode ser utilizado por todos, se orientado da forma correta.





Não existe dose ideal de whey protein
A dose de whey protein diária depende do seu tipo físico, do seu treino e da sua dieta, por isso é possível afirmar que não existe dose ideal ou padrão de consumo desse suplemento.

Não se pode, portanto, generalizar um volume padrão de whey protein que qualquer marombeiro vai tomar para aumentar a massa muscular.

Mas, como saber quanto deve consumir?

Bom, vamos lá! Para saber a dose ideal de Whey Protein para você, é preciso antes de tudo saber qual a sua necessidade proteica, ou seja, quanto de proteína você deve ingerir por dia.

Esta quantidade varia de acordo com o seu peso, tipo de exercício praticado e outras individualidades. Mas, segundo a literatura, a recomendação de proteína varia de 0,8 a 2g de proteína por kg de peso por dia, sendo:

0,8 g para indivíduos sedentários
1 g para atletas esporádicos
1 a 1,6 g para treino de resistência
1,4 a 1,7 para atividades mistas
1,6 a 2,0 para treino de força
É claro que esta quantidade varia também de acordo com a frequência e atividade do treino, mas você pode utilizá-la como base para saber a quantidade ideal de proteína e whey.

Veja este exemplo:
Um cara de 70 kg que treina musculação pesada e deseja ganhar massa muscular. Ele deve multiplicar seu peso por 2g.
70 x 2 = 140g de proteína por dia

Ou seja, esse cara sabe que deve consumir 140g de proteína por dia. E claro que ele não deve consumir esta quantidade de uma única vez.

Para quem deseja ganhar massa muscular, como o exemplo, o ideal é fazer de 5 a 6 refeições por dia. Então, em cada refeição ele deveria consumir em torno de 28g de proteína.

A gente até já mostrou aqui no Feito de Iridium um vídeo que te ajuda a calcular sua necessidade diária de proteínas – é só clicar aqui para assistir.

O Iridium Whey Protein Concentrada contém 29g de proteína por dose. Considerando o exemplo acima, esse cara poderia substituir o consumo de proteína em qualquer uma das refeições com apenas uma dose de Whey.

Claro que esta quantidade pode ser dividida em mais de uma refeição.

Agora que já sabe a quantidade que deve consumir de proteína diariamente e em cada refeição, é preciso definir o melhor horário para consumir o suplemento.



Whey protein pós-treino
Tradicionalmente é recomendado o consumo do whey protein no período pós-treino. Mas será que você sabe por que isso é priorizado?

O Whey Protein é a maneira mais rápida e barata para recuperar as perdas proteicas que você naturalmente tem quando faz um treino caprichado na academia.

O consumo desse concentrado de soro do leite ajuda a repor essa perda proteica, para que essas novas fibras sejam exercitadas no treino seguinte, fazendo com que suas células aumentem de tamanho e, consequentemente, resultam no visual musculoso que os marombas tanto desejam.

Mas, claro que isso não é regra. Por exemplo, se você treina antes do almoço ou jantar, não deve substituir estas refeições por uma dose de Whey Protein, logo este suplemento fará mais sentido em outros horários.



Whey Protein pré-treino
Você que toma seu whey protein antes do treino deve estar preocupadinho com essa prática, certo? Mas pode ficar tranquilo.

Alguns nutricionistas afirmam que existem casos em que o consumo de proteína antes de ir para a academia pode ser uma boa ideia. Quando o maromba ingere o suplemento antes do treino, entretanto, seu objetivo deve ser outro.

Quando a proteína é consumida antes do treino é utilizada como fonte de energia para o organismo, assim como o carboidrato ou a gordura.

Ela pode até ajudar a repor uma possível perda proteica que seu corpo teve antes do exercício, porém é mais provável que vire mais uma maneira de deixar seu organismo abastecido para as rotinas puxadas de musculação.

O Whey Protein antes do treino, entretanto, deve ser consumido com cautela e, é claro, com orientação profissional.

Deve haver, pelo menos, uma hora de distância entre o consumo do suplemento e do treino para que seu Whey não vire uma bomba que vai detonar seu exercício, por não ter sido completamente digerida pelo organismo.

Isso porque a proteína é um substrato energético de absorção mais lenta do que o carboidrato, então consumir o Whey durante o treino (como muito marmanjo aí faz e acha bonito) pode resultar em desconfortos gastrointestinais e até uma produção exagerada de gases no momento do exercício.

Você não quer passar por essa situação, não é mesmo?



Outros horários estratégicos para o consumo de Whey
Já ficou claro que o melhor horário para consumir Whey varia de acordo com o horário do seu treino e outros hábitos. Se para você, consumi-lo no pré ou no pós treino não funciona, há outros horários estratégicos que podem melhorar seu desempenho e seus ganhos.

Tomar Whey ao acordar pode ser uma boa estratégia, pois além de repor a perda que houve durante o sono, o consumo de proteína pela manhã pode ajudar na redução de peso corporal e diminuir o apetite durante o dia.

Outro horário interessante é antes de dormir, pois ajuda a prevenir a perda de massa muscular (catabolismo), que pode ocorrer durante a noite de sono.

Para terminar, adequando a ingestão do Whey Protein a sua rotina de treinos e segundo seus objetivos, seu ganho muscular será sem dúvida muito maior!



Iridium Whey
A Iridium Labs, claro, também tem whey proteína na sua linha de produtos. E não apenas um, mas 4: o Iridium Whey Concentrado, o Iridium Whey Isolado, o Iridium Whey 3W e o Iridium Whey Woman.

O Iridium Whey Concentrado contém alta quantidade de proteína por dose (29g), além de 6,4g de BCAA e 3g de Leucina e está disponível nos sabores chocolate, morango e baunilha.

Tem ótimo custo-benefício e é uma ótima pedida para quem quer um shape insano, mas não vive do esporte e nem tem o bodybuilding como atividade principal da rotina.

O Iridium Whey Isolado também contém alta quantidade de proteína e BCAA, sendo 39g de proteína, 9g de BCAA e 4g de Leucina por dose e, claro, uma baixa quantidade de carbo.

É a melhor opção para quem precisa ingerir quantidades maiores de proteína por dia!

Já o Iridium Whey 3W é uma combinação das proteínas Isolada, Hidrolisada e Concentrada.

Como essas fontes têm diferentes velocidades de digestão e absorção, podem proporcionar um aumento gradual de proteínas no organismo. Além disso, o Iridium Whey 3W fornece 32g de proteína e 7g de BCAA por dose.

Por fim, o Iridium Whey Woman, com uma fórmula exclusiva para as necessidades femininas, que, além de 32g de proteína, 7,6g de BCAA e 3,7g de Leucina por dose, ainda contém 15g de Bodybalance por dose – o Bodybalance é um colágeno que auxilia no aumento de massa magra, redução de gordura corporal e que pode favorecer a saúde da pele.

Se você precisa consumir bastante proteína por dia – e se você quer ganhar massa magra certamente precisa – a Iridium Labs oferece variedade de opções e sabores, sempre com matéria-prima da melhor qualidade e preço justo.

QUAL O MELHOR HORÁRIO E COMO TOMAR WHEY PROTEIN?

Roma amassa o Barcelona, vence por 3 a 0 e volta à semifinal da Champions após 34 anos

Equipe de Eusebio Di Francesco domina os 90 minutos no Estádio Olímpico e consegue classificação histórica com gols de Dzeko, De Rossi e Manolas. Barça tem atuação irreconhecível depois de vencer jogo de ida por 4 a 1

 Roma amassa o Barcelona, vence por 3 a 0 e volta à semifinal da Champions após 34 anos

RESUMÃO
O JOGO
Vai ser difícil dormir na capital da Itália nesta terça-feira. O que se viu no Estádio Olímpico foi uma partida que ficará para sempre na memória. Uma virada espetacular e, acima de tudo, justa. Diante de um Barcelona irreconhecível, a Roma conseguiu a classificação na bola e na raça. Após a derrota por 4 a 1 na Espanha, a emocionante vitória por 3 a 0 em casa, com direito a gol salvador nos minutos finais, levou a equipe italiana à semifinal da Liga dos Campeões depois de 34 anos. Ao Barça só resta lamentar um dia em que nada deu certo. O sorteio será na próxima sexta.

90 MINUTOS
Foi uma classificação histórica e muito merecida. Depois de perder por 4 a 1 no Camp Nou, a Roma dominou todo o jogo no Estádio Olímpico e praticamente não foi ameaçada. O Barcelona, irreconhecível, só finalizou duas vezes no gol durante os 90 minutos. Com Messi e Suárez apagados, o clube espanhol só chegou ao gol de Alisson em jogadas de bola parada. Mesmo assim sem levar perigo.

Já a Roma, com o apoio da torcida que lotou o estádio, pressionou desde o início. Abriu o placar logo aos seis minutos com Dzeko, um dos destaques do jogo. Ampliou com De Rossi no segundo tempo, em pênalti sofrido pelo Bósnio. E fez explodir o Estádio Olímpico com uma bela cabeçada de Manolas nos minutos finais. Isso sem falar em outras chances desperdiçadas que podiam ter definido o jogo muito antes.

Mitos e verdades da academia: tire dúvidas e aproveite mais o treino

Treinar dá mais fome? Só pode tomar Whey quem treina pesado? Confira a resposta para essas e outras questões

 Mitos e verdades da academia: tire dúvidas e aproveite mais o treino

Que se exercitar é fundamental para manter a forma e para garantir mais saúde e qualidade de vida ninguém duvida! Nos dias atuais, cada vez mais mulheres e homens têm o hábito positivo de ir à academia pelo menos três vezes na semana. Algumas pessoas ainda vão mais além: se exercitam alguns dias da semana na academia, e outros ao ar livre, por exemplo.

style="display:block"
data-ad-format="autorelaxed"
data-ad-client="ca-pub-3605319658031784"
data-ad-slot="8538624055">


Exercícios físicos, alimentação fit, hábitos de vida mais saudáveis são temas que, felizmente, estão “na boca” das pessoas de diferentes idades atualmente. Porém, é fato também que esses assuntos causam muitas dúvidas e até algumas controvérsias, especialmente quando o foco são os exercícios praticados dentro da academia.

“Musculação emagrece?”, “Por quanto tempo preciso treinar?”, “Depois da academia dá mais fome?”, “Só pode tomar Whey quem malha pesado?”, “É mesmos necessário comer carboidrato antes de ir à academia?”… Essas são apenas algumas das questões que causam dúvidas. Abaixo, profissionais falam sobre os principais mitos e verdades sobre academia e alimentação para treinar.

1. Musculação não emagrece
MITO. “Emagrece sim. Se bem orientada em relação ao volume e intensidade, a musculação é muito eficiente para o emagrecimento. Pois, com o ganho de massa muscular, aumenta-se o gasto calórico e acelera o metabolismo”, explica César Gomes, profissional de educação física da rede Just Fit de Academias.



2. Musculação com certeza vai me deixar com aspecto “forte”
MITO. “Não. Você pode ficar com o corpo enrijecido, durinho, mas ainda bem feminino praticando musculação”, explica Gomes.

3. Treinar dá mais fome
VERDADE. “Pois quando você treina, precisa de energia para fazer os exercícios, com isso terá que repor. É importantíssimo o acompanhamento de uma nutricionista especializada em nutrição desportiva para repor corretamente os nutrientes após o treino e conseguir o os resultados que almeja”, diz Gomes.

“A prática esportiva proporciona um gasto energético e catabolismo muscular, e como necessidade de recuperação dos estoques gastos e reparação do tecido o sistema nervoso central desencadeia uma série de reações estimulando o centro da fome”, ressalta a nutricionista Andrea Zaccaro, presidente da Associação Brasileira de Nutrição Esportiva.

4. É melhor treinar à noite do que de manhã
MITO. Essa é uma questão individual, conforme explica Gomes. “O melhor horário para treinar é aquele que você tem mais disposição e vontade, assim o treino renderá muito mais”, diz.

5. Quanto maior a duração do treino, melhor
MITO. “Tudo depende do objetivo da pessoa, mas o tempo de duração ideal para o treino é de 45 minutos até o máximo de 60 minutos”, diz Gomes.



Ou seja, não adianta ficar de duas a três horas na academia achando que, só por isso, vai alcançar resultados rápidos. O ideal é seguir as orientações passadas por um profissional da área.



6. Treinar em jejum é sempre a melhor opção porque emagrece
MITO. “Não emagrece, além de ser perigoso para a saúde. Se você treinar em jejum poderá ter uma hipoglicemia e passar mal”, diz Gomes.

Andrea destaca que a ideia do treino em jejum surgiu da possibilidade de um alimento prévio e em excesso atrapalhar a queima de gordura durante um treino com predomínio na utilização da mesma. “Desde que ainda restem estoques para a prática esportiva de baixa ou moderada intensidade, o treino pode ser executado com um jejum curto de três a quatro horas ou pela manhã. Deve-se cuidar caso o período de jejum seja superior e se o indivíduo for sensível a ponto de sentir fraqueza. Emagrecimento propriamente dito deve ser pensado nas 24 horas do dia, portanto, o alimento prévio ao treino não terá tanto peso no resultado final”, diz.

7. É bom comer carboidrato antes de treinar
VERDADE. De acordo com Andrea, o carboidrato é o combustível preferencial para o corpo humano em condições de repouso ou exercícios, tanto aeróbios como anaeróbios. “Antes do treino é necessário que o estoque dos mesmos sejam completados. Recomenda-se o consumo de uma quantidade, mesmo que mínima, como pães, bolachas, bolos ou outro tipo de carboidrato”, diz.

“É recomendado ainda não ingerir grandes quantidades de fibras ou gordura pois irão atrapalhar a digestão e absorção e dificultar a prática esportiva. No caso do consumo de outra fonte de energia, como proteína no lugar do carboidrato, a mesma será queimada e parte dela, que não serve para este fim, será eliminada pelo rim aumentando a excreção renal”, explica a nutricionista.



8. Depois do treino é necessário comer proteína
VERDADE. “A recuperação da fibra muscular ocorrerá após o estímulo do exercício e perdura até no mínimo 48 horas. As refeições devem contemplar uma quantidade de proteína para manter uma concentração sanguínea de material para construção celular durante as 24 horas do dia. Sendo assim, as porções de proteína devem existir ao menos nas principais refeições do dia”, destaca Andrea.

9. Pouco peso e muita repetição fazem emagrecer
RELATIVAMENTE VERDADE. “Esse tipo de treino aumenta a resistência do músculo, também contribui para o emagrecimento desde que o tempo de descanso entre as séries de exercícios não ultrapasse 30 segundos”, explica Gomes.

Além disso, vale lembrar: o treino a ser seguido deve ser passado por um educador físico para garantir que os resultados, de fato, sejam positivos.

10. Pessoas que começam a treinar podem aumentar o peso
VERDADE. Andrea explica que algumas pessoas podem aumentar o peso por dois motivos. “O aumento da massa muscular proporciona um resultado substancial uma vez que é um tecido mais denso. Como consequência, o indivíduo pode ter a sensação de emagrecimento com aumento no peso na balança”, diz.

“Já o aumento de gordura corporal pode ocorrer se o consumo alimentar for superior ao gasto energético. O uso de suplementos e condutas inadequadas antes, durante e após o exercício, podem resultar no aumento de gordura corporal”, acrescenta a nutricionista.

11. Não é possível alcançar bons resultados sem tomar suplementos (como whey, bcaa)
MITO. “É possível sim, mas se houver a necessidade de tomar suplementos, só a nutricionista poderá dizer”, esclarece Gomes.

Andrea ressalta que é possível alcançar bons resultados sem tomar suplementos. “O importante é fazer o consumo de quantidades adequadas do alimento que atenda às necessidades diárias. Pode acontecer de o suplemento fazer muita diferença em rendimento e aumento de massa magra quando a alimentação é inferior às necessidades diárias. Por exemplo, uma medida de Whey fornece 24g de proteína e equivale a 100g de carne magra”, diz.

12. É bom tomar isotônicos após o treino
VERDADE. “O isotônico tem a finalidade de repor energia (carboidratos) e sais minerais perdidos durante a atividade física. Caso o treino seja muito longo ou a alimentação para reposição não seja imediata, pode-se fazer o uso do isotônico”, orienta Andrea.

“Indivíduos saudáveis que transpiram excessivamente ou que se exercitem em condições climáticas que favoreçam a transpiração, como temperatura e umidade elevadas, podem se beneficiar com a bebida”, acrescenta a nutricionista.



13. Se eu estou sentindo dor nos músculos é porque a musculação está “fazendo efeito”
MITO. “Não é sinônimo de resultado! Quando o indivíduo nunca treinou e começa a fazer musculação, existe a dorzinha causada pela inflamação das fibras musculares por conta desse estímulo novo. Dor essa que precisa sumir em três dias no máximo, fora isso, a dor é um aviso de que algo não está certo”, orienta Gomes.

14. Preciso malhar todos os dias para alcançar resultados
MITO. “Depende de como seu treino foi montado, mas mantendo assiduidade de no mínimo três dias por semana, acompanhado de boa nutrição, com certeza atingirá os resultados desejados”, destaca o profissional.

15. Em três meses já conseguirei ver o resultado dos exercícios
RELATIVAMENTE VERDADE. “Se for assídua, disciplinada e seguir as orientações do profissional de educação física, com certeza”, diz Gomes.

Porém, vale ressaltar: é importante ser disciplinada e seguir uma alimentação balanceada (de preferência com acompanhamento de nutricionista) para alcançar resultados.

Além disso, cada pessoa é única. Para algumas, os resultados podem aparecer mais rápido; para outras, podem demorar um pouco mais. Mas o importante é ter foco e se manter firme na academia e controlar a alimentação.

16. Alongamento depois do treino sempre causa lesões
MITO. “Depende do nível do treinamento que a pessoa está… Para iniciantes e intermediários, não, se o alongamento for feito de forma apenas relaxante”, explica Gomes.

17. Fazer alongamento antes do treino apenas já é o suficiente
RELATIVAMENTE VERDADE. Para algumas pessoas pode ser o suficiente; para outras, não. “Vai depender da sua necessidade de alongamento. Se tiver a musculatura muito encurtada, dificuldade para realizar alguns movimentos articulares, vai precisar de algo mais especifico, como uma aula de alongamento”, diz o professor.

18. Corrida interfere nos resultados da musculação impedindo que eu ganhe massa
RELATIVAMENTE VERDADE. “Se o objetivo for aumento da massa muscular, sim. O glicogênio (energia armazenada na musculatura) utilizado antes na corrida vai atrapalhar no aumento da carga e cansar os músculos mais rápido”, explica Gomes.

“O ideal é fazer musculação primeiro, e a corrida depois, intensidade leve para moderada”, orienta o professor.



19. Os abdominais são o melhor exercício para perder barriga
MITO. “Os exercícios abdominais são para fortalecer os músculos. Para perder a barriga: reeducação alimentar, treino de musculação e aeróbio, programado adequadamente pelo professor de educação física”, destaca Gomes.

20. Fazer musculação é perigoso na terceira idade
MITO. “Se não houver nenhuma contraindicação, a musculação para terceira idade é necessária para manutenção da força muscular, evitando as quedas e prevenindo e controlando a osteoporose, além de oferecer vários outros benefícios”, explica o professor.

21. Menores de 16 anos não podem fazer musculação
MITO. “Menores de 16 anos podem fazer musculação, desde que bem direcionada pelo professor de educação física, com intensidade de leve à moderada”, diz Gomes.

22. Treinar no frio sempre emagrece mais
MITO. “Não necessariamente, vai depender de todos os fatores como em qualquer outro período do ano: disciplina, dedicação e frequência, acompanhada de uma boa orientação nutricional”, destaca Gomes.

“O que rola em treinar no frio, é que o aquecimento precisa ser mais eficiente para evitar as lesões”, lembra o professor.

23. Para emagrecer é preciso mesclar aeróbico com musculação
VERDADE. “Praticando as duas modalidades a pessoa terá mais eficiência nos resultados, desde que os treinos sejam bem dosados pelo profissional”, explica Gomes.

24. Treino funcional é bom para quem deseja emagrecer
VERDADE. “É mais uma modalidade de treino que contribui para atingir o objetivo. É interessante para quem não curte muito musculação, pois o treino funcional é mais dinâmico e trabalha com vários grupos musculares simultaneamente. Portanto acaba tendo um alto gasto calórico”, destaca o professor.

25. Correr na esteira não oferece os mesmos resultados que correr ao ar livre
MITO. “Oferece sim, se o objetivo for fazer trabalho aeróbio, melhora o condicionamento cardiopulmonar. Mas há quem prefira correr fora, principalmente em parques, para fazer parte junto à natureza”, esclarece Gomes.

26. Excesso de carga pode causar lesão
VERDADE. “Pode sim. O aumento da quantidade de pesos na musculação tem que ser gradativo e combinar com o volume de exercícios. Todo treino precisa ser bem orientado”, destaca o professor.

27. Em menos de 30 minutos o organismo nem começa a queimar calorias
RELATIVAMENTE VERDADE. “Depois de um tempo assíduo da prática de atividade física, o corpo já não precisa mais de tanto tempo para começar a queimar gorduras. Mas, no início, o metabolismo é acelerado na presença de alguns hormônios que só atingem a concentração ideal depois de 30 minutos de exercício”, esclarece Gomes.

28. Só pode tomar whey quem treina pesado na academia
MITO. “O suplemento à base de soro do leite é utilizado em diversos produtos para aumentar o teor de proteína, como shakes para emagrecimento, misturas para crianças ou pacientes em geral”, diz Andrea.

“É importante ressaltar que a necessidade aumentada de proteína, resultado do treino intenso em academia, pode ser atendida pela alimentação e, na falta ou dificuldade do consumo, é que é indicado o suplemento. Indivíduos com sensibilidade ao excesso de proteína ou com problemas renais ou hepáticos devem evitar o suplemento”, acrescenta a nutricionista.



29. Quem malha mas não segue uma dieta balanceada geralmente não consegue perder peso
VERDADE. A pessoa que só se exercita na academia, mas não tem uma boa alimentação, provavelmente não conseguirá emagrecer. “O emagrecimento está relacionado com um déficit no consumo de energia do dia. O treino pode melhorar a condição do músculo e estimular o metabolismo, mas a compensação em alimentos não adequados pode interferir negativamente. Da mesma forma, a ausência do alimento adequado pode dificultar a recuperação muscular e, consequentemente, o emagrecimento saudável”, explica Andrea.

“Além disso, perder peso pode se referir à perda de massa magra e não de gordura”, acrescenta a nutricionista.

Agora provavelmente você já sabe diferenciar o que é mito do que é verdade quando o assunto é academia e alimentação pré e pós-treino. Lembre-se: o único caminho para alcançar bons resultados (seja para emagrecer, ganhar massa magra, tonificar o corpo) é se exercitar e seguir uma alimentação balanceada. Determinação e foco são palavras essenciais, já que não existem “milagres”.

E, de preferência, conte sempre com orientação profissional (nutricionista e educador físico) para evitar seguir conselhos inadequados e prejudicar a sua saúde.

O segredo para obter os melhores resultados no seu treino

Um treino deve ser sempre individualizado para que os objetivos sejam alcançados com segurança

 O segredo para obter os melhores resultados no seu treino

Muitas pessoas acreditam que, seguindo à risca o treino de uma amiga ou conhecida, ou até mesmo os exercícios feitos por uma celebridade e citados em uma revista, alcançarão os mesmos resultados positivos que elas declararam ter. Porém, nem sempre isso acontece.

Um treino pode ser muito eficaz para uma pessoa, porém, nem tanto para outra. Até porque, nem sempre os objetivos das duas são os mesmos. Abaixo, o relato de Fernanda Moura, advogada, 24 anos, mostra exatamente isso.

“Ao reparar que minha amiga estava emagrecendo e ficando com um corpo muito bonito, pedi a ela que me passasse seu treino, para que eu pudesse segui-lo também na minha academia. Para ajudar no emagrecimento, criei o hábito de correr e, em questão de um mês, realmente emagreci. Porém, notei que meu corpo não estava ficando como eu esperava… Minhas pernas estavam cada vez mais finas, mas eu ainda tinha uma barriguinha – que me incomodava – e braços mais cheios. Já minha amiga, emagrecia bem mais na parte superior do seu corpo e conseguia manter pernas grossas e bem torneadas. Foi, então, que me toquei que o treino que estava sendo bom para ela, para o seu corpo, não era o melhor para mim”, conta Fernanda. “Foi aí que optei por contratar um personal e, depois disso, comecei a ter os resultados esperados”, acrescenta.

Juliana Parreira, professora, 26 anos, também conta que demorou um pouco para alcançar os resultados esperados com seu treino. “Já estava malhando e tinha a ideia fixa de que queria perder medidas nos quadris – que sempre considerei largos -, mas, mesmo emagrecendo, eu não via esse resultado. Estava ficando frustrada e até pensei em desistir de malhar. Mas, depois de boas conversas com minha nutricionista e meu professor da academia, cheguei à conclusão de que não tinha como mudar aquela característica minha. Os meus quadris largos eram genéticos e isso eu não podia mudar com exercícios. A partir daí passei a encarar os treinos de forma mais leve e ficar mais satisfeita com os outros resultados que conseguia”, diz.

Os diferentes tipos de corpo





Relatos como esses mostram que, além de diferentes objetivos, cada pessoa tem suas características e se adapta de um jeito diferente a determinado tipo de treino.

Um ponto importante a ser observado é o tipo de corpo da pessoa. Os mais conhecidos são o padrão ginóide (conhecido popularmente como “pera”) e o androide (popularmente conhecido como “maçã”).

As mulheres com o padrão ginóide possuem uma estrutura corporal de quadris e pernas maiores em comparação aos membros superiores. Já as pessoas com padrão androide, são maiores na região do abdômen e possuem, de forma geral, pernas mais finas. Existem ainda os corpos chamados popularmente de “vagem”, que são os de pessoas altas e magras, que, geralmente, têm dificuldades em ganhar peso e/ou massa muscular.

Porém, apesar dessas definições, vale ressaltar que nenhum corpo é igual a outro e uma pessoa sempre terá suas características particulares.

A importância de um treino individualizado



Pesando em tudo isso, o segredo para alcançar bons resultados não é tão complicado assim: é preciso buscar orientação de um profissional da área de Educação Física que possa passar à pessoa um treino individualizado.

Adriano de Oliveira Silva, professor da Smart Fit, explica que o treino deve ser individualizado, para que os objetivos sejam alcançados, “respeitando as características biológicas da pessoa, levando em consideração o histórico de exercícios praticados, se há alguma lesão ou não, e o tempo a ser desprendido para treinar”, diz.

INSCREVA-SE E FIQUE POR DENTRO DAS NOTÍCIAS - BLOGON.COM.BR




O profissional explica que, primeiramente, deve-se respeitar a individualidade biológica da pessoa. “Ou seja, não adianta tentar reduzir muito o tamanho do seu quadril, se você possui o padrão pera/ginóide; ou querer aumentar exageradamente a musculatura das pernas, sendo um padrão androide”, diz.

Adriano destaca que as mulheres com o padrão ginóide possuem uma estrutura corporal de quadril e pernas maiores em comparação aos membros superiores, porém, isso não significa que elas devam treinar mais pernas e glúteos do que membros superiores. “Uma série de treino que contemple exercícios para o corpo todo é o recomendado. O mesmo se enquadra para mulheres com outros ‘formatos corporais’, como o padrão androide, por exemplo”, diz.

Um bom exemplo de treino completo, de acordo com o professor, é: leg press na máquina, supino na máquina, mesa flexora, remada na máquina, abdominal na máquina, cadeira abdutora e lombar na máquina.





Vale a pena ressaltar que, independentemente do seu objetivo – se a pessoa deseja aumentar a massa magra, emagrecer, ou somente obter uma melhora do condicionamento físico – é necessário buscar a orientação de um professor de Educação Física. “Ele irá nortear o controle das variáveis de treino (por exemplo: repetições, série, intervalo entre as séries e frequência de treino), para que os resultados possam ser alcançados com segurança”, diz Adriano.

O profissional acrescenta ainda que, o que auxiliará na obtenção dos resultados, não é somente a escolha dos exercícios, e sim a tríade: treino eficiente e árduo, dieta condizente ao resultado que se espera e descanso apropriado. Seguindo estes princípios, os objetivos serão alcançados conforme a individualidade biológica da pessoa.

DICAS DE MUSCULAÇÃO

Ronda Rousey se dá mal em primeira encarada no WWE e é jogada sobre mesa

Ex-campeã peso-galo do UFC leva a pior em primeira promoção de sua estreia no evento "Wrestlemania", o grande show anual da organização

 Ronda Rousey se dá mal em primeira encarada no WWE e é jogada sobre mesa

promoção para a primeira luta de Ronda Rousey no WWE começou na última segunda-feira. A ex-campeã peso-galo do UFC fará sua estreia no "Wrestlemania 34", o grande show anual da organização de lutas coreografadas, e a encarada entre ela e a adversária, Stephanie McMahon (co-proprietária do WWE), acabou com Rousey sendo arremessada sobre uma mesa, enquanto McMahon a provocava (confira no vídeo abaixo).



Ao lado de Kurt Angle, Rousey subiu ao ringue para ficar frente a frente com o casal Triple H e Stephanie McMahon - os donos da organização. Após diversas provocações de ambas as partes, com destaque para McMahon, que prometeu derrotar Ronda no evento, e adicionou: "Todos nós sabemos como você lida com derrotas". Ronda respondeu também provocando: "Você é destra ou canhota?". Diante da resposta de McMahon de que era destra, Ronda disparou: "Então não sei como você vai fazer para continuar assinando os meus cheques..."

Na encarada, após Angle e Tiple H ficarem frente a frente, As duas se provocaram, e ao serem afastadas por Angle, Triple H o atacou pelas costas. Ronda agarrou a garganta de Triple H e Stephanie McMahon aproveitou para levantar a ex-campeã do UFC pelas costas e joga-la sobre uma mesa, deixando a futura rival estirada, com expressão de dor, enquanto a provocava. O público delirou com o show.

Corinthians reage em casa, elimina Bragantino e pega o São Paulo nas semifinais

Após derrota no jogo de ida, Timão abre 2 a 0 e administra resultado em Itaquera; rival tricolor estará à espera no próximo domingo, no Morumbi

 Corinthians reage em casa, elimina Bragantino e pega o São Paulo nas semifinais

VEJA OS GOLS DA PARTIDA



INSCREVA-SE E FIQUE POR DENTRO




RESUMÃO
O JOGO
SEM SUSTOS
Diante de mais de 32 mil torcedores em Itaquera, o Corinthians fez a lição de casa, venceu o Bragantino por 2 a 0, nesta quinta-feira, e está nas semifinais do Campeonato Paulista. Depois da derrota por 3 a 2 no jogo de ida das quartas de final, o Timão reagiu sem grandes problemas – com gols de Sidcley e Maycon, ambos no primeiro tempo. Com o resultado, a equipe de Fábio Carille vai pegar o São Paulo na próxima fase do torneio estadual. Palmeiras e Santos vão disputar a outra vaga na grande decisão.





DESTAQUE
COMO FICA?
Corinthians e São Paulo se enfrentam domingo, às 16h (de Brasília), no Morumbi, e decidem a vaga na quarta-feira que vem, às 21h45, em Itaquera. Do outro lado, Palmeiras e Santos iniciam a disputa no sábado, às 19h, no Pacaembu, e voltam a se encontrar na terça-feira, às 20h30, no mesmo estádio – mas com mando do Verdão.

SOLUÇÃO NO MEIO-CAMPO
Depois de amargar a reserva desde o ano passado e quase se transferir para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, Maycon voltou à formação principal do Corinthians para não sair mais. Regular na lateral esquerda antes da chegada de Sidcley e melhor ainda no meio-campo, em sua função original, o volante apareceu na área por diversas vezes e foi premiado com um golaço de longe. Renê Júnior, antigo titular e hoje lesionado, terá dificuldade para retomar sua vaga se o garoto da base corintiana continuar voando.

CORINTHIANS x BRAGANTINOCAMPEONATO PAULISTA 2018TIMÃOVEJA OS GOLS