.................................................................................................................................................................................................................................................................
Músicas    |     Esportes    |     Curiosidades    |     Novelas    |     Noticias    |     Comédia    |     E-commerce    |     Filmes


Últimos POST

YouTube e Google terão que retirar vídeos que caluniam vereadora Marielle

Uma liminar da Justiça do Rio de Janeiro determinou nesta sexta-feira (23), a retirada 16 links de vídeos do canal YouTube e site de busca Google que fazem menções caluniosas à vereadora Marielle Franco (Psol) executada a tiros ao lado de seu motorista, Anderson Gomes, no último dia 14, no Centro do Rio.

 YouTube e Google terão que retirar vídeos que caluniam vereadora Marielle

Ação foi apresentada a pedido da irmã da parlamentar Anielle Barbosa e pela companheira dela, a arquiteta Mônica Tereza Benício, solicitando a retirada de um total de 38 links. A juíza Márcia Holanda, no entanto, deferiu parcialmente o pedido de liminar.

A juíza afirma que na análise dos vídeos alguns “extrapolaram o que a Constituição fixou como limite ao direito de livremente se manifestar”, vinculando, sem provas, o nome de Marielle “as facções criminosas e tráfico ou imputações maliciosas sobre as suas bandeiras políticas”, o que, para Márcia, “podem caracterizar violação à honra e à imagem da falecida e que certamente causam desconforto e angústia a seus familiares”.



A magistrada ressalta ainda que é dever constitucional da Justiça dar proteção ao exercício da liberdade de informação jornalística e que nos vídeos não é utilizada linguagem jornalística. Márcia Holanda pondera que “o caso vertente traz delicada questão jurídica”, envolvendo os direitos fundamentais da liberdade de expressão, por um lado, e do “respeito aos valores éticos e sociais da pessoa e da família”, por outro.

A decisão determina ainda o prazo de 72 horas para a retirada dos vídeos e uma multa de R$ 1 mil por dia, em caso de descumprimento da ordem judicial. Não foi aceito o pedido para a retirada de vídeos que trazem críticas duras à atuação do PSOL e com debates ou entrevistas jornalísticas de repercussão do assassinato, além de críticas pessoais sem “excessos ou ataques diretos à honra, à moral ou à memória de Marielle”.



A juíza concluiu que não há como impedir a divulgação de novos vídeos, mas pede que o réu “exerça o controle a posteriori dos conteúdos inapropriados, promovendo sua exclusão em prazo razoável, seja por indicação expressa do novo conteúdo, e pelo exercício de seu dever de responsabilidade sobre o que permite seja divulgado através de seus serviços”.


VEREADORA MARIELLE

Tratorista foge após atropelar e matar menina de 1 ano em Pitangueiras, SP, diz polícia

Criança e mãe, de 19 anos, estavam em bicicleta quando foram atingidas por trator com carreta. Jovem foi atendida na Santa Casa com ferimentos leves e suspeito segue sem ser identificado.

 Tratorista foge após atropelar e matar menina de 1 ano em Pitangueiras, SP, diz polícia

Uma menina de 1 ano e nove meses morreu e a mãe dela ficou ferida após serem atropeladas por um trator em Pitangueiras (SP) na noite deste domingo (18). Segundo a Polícia Militar, o motorista do veículo fugiu sem prestar socorro às vítimas.

Ainda de acordo com a PM, a estudante Nayara Alves, de 19 anos, seguia com a filha, Ana Carolina Alves Duarte, em uma bicicleta pela Rua Minas Gerais, por volta de 19h30, quando foram atingidas pelo trator com uma carreta acoplada.



INSCREVA-SE E FIQUE POR DENTRO




Mãe e filha caíram próximo à sarjeta e foram socorridas por populares. A câmera de segurança de um estabelecimento comercial registrou o atropelamento. Nas imagens é possível ver quando as duas caem com a passagem do trator próximo à bicicleta, do lado direito da via.

Após o acidente, a jovem consegue se levantar sozinha. Uma motorista para no cruzamento para socorrer às vítimas. A bicicleta ficou com a roda traseira destruída.



Nayara e Ana Carolina foram levadas à Santa Casa da cidade. Devido à gravidade dos ferimentos, a menina foi transferida para a Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas (HC-UE) em Ribeirão Preto (SP), mas não resistiu aos ferimentos.

Ainda segundo o boletim de ocorrência, a perícia não foi acionada porque o local estava prejudicado. A Polícia Civil informou que o motorista do trator não foi identificado até a manhã desta segunda-feira (19).

PITANGUEIRAS

Carro desgovernado cruza Via Norte, capota e atinge alambrado de empresa em Ribeirão Preto; vídeo

Passageiro de 53 anos sofreu ferimentos graves e foi levado à UBDS do Quintino Facci II. Caso foi registrado como lesão corporal culposa na direção de veículo.

 Carro desgovernado cruza Via Norte, capota e atinge alambrado de empresa em Ribeirão Preto; vídeo

Câmeras de segurança registraram o momento em que um carro desgovernado capotou e bateu contra o alambrado de uma empresa no domingo (18), em Ribeirão Preto (SP). O passageiro sofreu ferimentos graves e foi levado à Unidade Básica Distrital de Saúde (UBDS) do bairro Quintino Facci II.

O acidente aconteceu na Avenida Eduardo Andreia Matazarro (Via Norte) por volta das 16h. As imagens mostram quando o carro, um VW Santana, segue no sentido bairro-centro, atravessa as outras duas faixas, capota e atinge a cerca de um estabelecimento comercial. Por pouco ele não atinge um motociclista na faixa central.



INSCREVA-SE E FIQUE POR DENTRO




Outros motoristas que passavam pelo local pararam no meio da via para ajudar a socorrer as vítimas.

O passageiro de 53 anos ficou preso nas ferragens e foi retirado pelos bombeiros. Ele foi encaminhado à UBDS do bairro Quintino Facci II, na zona norte da cidade. O condutor do veículo não se feriu. Os motivos do acidente não foram informados à Polícia Militar.

O caso foi registrado na Polícia Civil como lesão corporal culposa na direção de veículo.

RIBEIRÃO PRETO

Vítima de câncer, morre em Ribeirão Preto jovem que denunciou ex-namorada por falsa bebê

Victor Sedassare, de 24 anos, lutava há um ano e oito meses contra a doença. Farsa envolvendo filha foi descoberta depois que suposta mãe marcou festa sem criança aniversariante.

 Vítima de câncer, morre em Ribeirão Preto jovem que denunciou ex-namorada por falsa bebê

Morreu neste sábado (17) em Ribeirão Preto (SP) o jovem Victor Guerino Sedassare, aos 24 anos. A história dele ficou conhecida em agosto do ano passado após acusar a ex-namorada de inventar uma filha para chantageá-lo.

Há mais de um ano, Victor lutava contra um câncer em estado avançado na coluna. Segundo o irmão dele, Vinicius Sedassare, o jovem estava internado desde segunda-feira (12) no Hospital das Clínicas (HC).

“Fizeram uma série de exames e detectaram que um pulmão já estava 100% comprometido pelo câncer.”

De acordo com Vinicius, o irmão passou a respirar com a ajuda de aparelhos e estava muito debilitado.

“Hoje, por volta de 12h, ele deu o último suspiro. Depois de um ano e oito meses de muita luta.”

O corpo de Victor será enterrado neste domingo (18), às 9h, no Cemitério Bom Pastor.





Gravidez inventada
O caso ganhou repercusão depois que Victor foi obrigado judicialmente a custear as despesas da gravidez da ex-namorada Pâmela Servelli, de 24 anos. Ele a acusou de fraudar os documentos apresentados no processo e que induziram a Justiça a erro. Victor e a família declararam que nunca haviam visto a criança pessoalmente, apenas fotos postadas pela suposta mãe em redes sociais.


A farsa foi revelada um ano depois, em julho de 2017, durante a festa que marcaria o primeiro aniversário da menina chamada Laura.

Na época, Pâmela chegou a pagar R$ 3 mil a um buffet por uma festa com 50 convidados, mas o evento não aconteceu porque não havia criança.

A comemoração acabou em confusão e com a história desmentida depois que a mãe de uma criança chamada Laura entrou no salão alegando que Pâmela havia tentado tirar sua filha para levar ao aniversário e sustentar a história.

A pedido do Ministério Público, a Polícia Civil instaurou inquérito para apurar o caso.

A defesa de Pâmela alegou que ela tem problemas psiquiátricos. Segundo o advogado Carlos Andreotti, a jovem está internada em tratamento desde o ano passado.

De acordo com o promotor Sebastião Donizete Lopes, a decisão da Justiça que obrigou Victor a bancar as custas da gravidez foi suspensa no ano passado. Diante das revelações e das provas, o juiz responsável julgou a ação improcedente.

Lopes afirma que Victor não chegou a ser ressarcido porque nenhum pagamento foi feito na época.

A investigação, segundo o promotor, ainda não foi concluída.

Jovem é presa em Sertãozinho, SP, ao se passar por advogada para tirar dinheiro de clientes em falsas ações

Segundo a Polícia Civil, Daiane Aparecida Pacheco, de 26 anos, teria aplicado golpes em cidades da região. Vítimas chegaram a pagar R$ 8 mil por processos de aposentadoria e juros abusivos.

 Jovem é presa em Sertãozinho, SP, ao se passar por advogada para tirar dinheiro de clientes em falsas ações

Uma jovem de 26 anos foi presa nesta quinta-feira (15) em Sertãozinho (SP) por suspeita de se passar por advogada para obter dinheiro de clientes em falsas ações judiciais. Segundo a Polícia Civil, Daiane Aparecida Pacheco teria aplicado golpes em diferentes cidades da região.

De acordo com o delegado Targino Osório, responsável pelo caso, a mulher foi presa no escritório dela e será indiciada por estelionato. A polícia não divulgou uma estimativa do prejuízo que ela teria causado às vítimas. Algumas pessoas relatam que chegaram a pagar R$ 8 mil pelos processos.



INSCREVA-SE E FIQUE POR DENTRO




A defesa da suspeita não foi localizada para comentar o assunto.

Denúncia
A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) instaurou inquérito para apurar a farsa depois que uma mulher denunciou a suposta advogada. A vítima, moradora de Barrinha (SP), desconfiou das solicitações de depósitos em dinheiro feitos para cuidar de um pedido de aposentadoria no INSS.

“A vítima já tinha dado cerca de R$ 8 mil pra essa moça e não tinha acontecido nada até hoje. Ela [a advogada] havia mandado algumas mensagens via Whastapp para que mandasse no dia de hoje mais R$ 1,5 mil. Seriam referentes a uma taxa paga na Receita Federal”, afirma Osório.





Segundo o delegado, a mulher esteve na tarde desta quinta-feira no escritório da suspeita, mas acompanhada de um policial disfarçado. Desconfiada, a advogada chegou a dizer que não poderia receber o valor combinado e que desistiria do caso.


“O policial questionou sobre o registro da OAB. Ela ficou confusa e os policiais entraram e acabaram prendendo essa moça. Foi constatado que ela realmente não é advogada.”

No escritório em Sertãozinho, onde atuava há dez dias, foram apreendidos dinheiro e documentos de pessoas que podem ter sido enganadas pela suspeita. De acordo com Osório, Daiane manteve outro escritório por dez meses em Barrinha.



Após a prisão, dezenas de moradores compareceram à delegacia em Sertãozinho para relatar que foram vítimas da falsa advogada.

Uma das mulheres, que prefere não se identificar, diz que entregou R$ 3 mil à suspeita e que por pouco não passou um terreno para o nome dela. O imóvel seria o pagamento de honorários por uma ação referente a problemas com uma loteadora. Segundo a vítima, a advogada informou que havia vencido a causa.

A dona de casa Darci Araújo Santos diz que chegou a abrir uma conta bancária no Banco do Brasil a mando da advogada para receber uma indenização. “Eu gastei R$ 3,4 mil. Ela falou que a loteadora ia depositar R$ 105 mil na minha conta.”

A polícia vai investigar a participação de outras pessoas no esquema.



SERTÃOZINHO

Dupla suspeita de matar policial e extorquir padre com vídeo de sexo é presa em Sertãozinho, SP

Edson Ricardo da Silva e Luiz Antônio Carlos Venção tiveram a prisão decretada em fevereiro, após morte do sargento. Eles admitem pedido de R$ 80 mil a religioso, mas negam assassinato.

 Dupla suspeita de matar policial e extorquir padre com vídeo de sexo é presa em Sertãozinho, SP

Polícia Civil prendeu na tarde desta sexta-feira (16) dois suspeitos de envolvimento na morte do sargento da Polícia Militar Paulo Sérgio de Arruda, em fevereiro deste ano em Matão (SP). Edson Ricardo da Silva e Luiz Antônio Carlos Venção foram presos após uma entrevista coletiva no prédio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Sertãozinho (SP).

Segundo a investigação, o policial foi morto a tiros ao tentar fazer um flagrante de extorsão ao padre Edson Maurício, que aparece em um vídeo fazendo sexo com Silva.

Para a polícia, Silva, Venção e um terceiro suspeito exigiram R$ 80 mil do religioso para não divulgar as imagens. O policial teria sido morto por Silva no momento em que chegou à casa do padre para abordar os suspeitos.



INSCREVA-SE E FIQUE POR DENTRO




A dupla admite ter pedido dinheiro ao padre, mas nega envolvimento no assassinato. Segundo o advogado, os tiros foram disparados por um dos outros três policiais que auxiliavam o sargento na ação.

Uma sindicância foi aberta pelo 13º Batalhão da Polícia Militar do Interior para apurar a ação dos policiais. Eles foram transferidos para outras unidades até o fim da investigação.





Bate-boca durante a prisão
A prisão dos suspeitos em Sertãozinho foi marcada por uma discussão entre o delegado Marlos Marcuzzo, responsável pelo caso em Matão, e o advogado Luiz Gustavo Vicente Pena, que defende a dupla.

Marcuzzo acusou a defesa de descumprir o acordo firmado para que os dois se apresentassem à Delegacia de Investigações Gerais (DIG) nesta sexta-feira. Antes de seguirem para a polícia, os suspeitos foram apresentados pelo advogado à imprensa, em uma coletiva de imprensa convocada por ele.

“O combinado foi de eles se apresentarem na delegacia, e não dar entrevista, trazer foragidos da Justiça na sede da OAB. A OAB não é feita pra isso, dar guarita pra foragidos da Justiça. Estou com um mandado de prisão expedido pela Justiça e vou cumprir.”

Pena acusou a polícia de arbitrariedade. “O delegado está com medo que a verdade apareça”, afirmou.





Defesa
O sargento Arruda, de 43 anos, morreu no dia 19 de fevereiro na casa do padre Edson Maurício. De acordo com a investigação, o policial, outros dois cabos da PM e um sargento de Araraquara (SP) foram à residência em Matão apurar um caso de extorsão.

O religioso mantinha um relacionamento amoroso com Silva, que exigia dinheiro dele para não divulgar um vídeo em que os dois aparecem fazendo sexo. A quantia seria dividida com mais dois comparsas, Venção e Diego Afonso Siqueira Santos.


Quando chegaram à casa, Arruda foi atingido duas vezes no peito. A vítima chegou a ser socorrida pelos outros policiais, mas não resistiu aos ferimentos. Silva, Venção e Santos fugiram em seguida.

A PM instaurou inquérito militar para apurar o motivo pelo qual os quatro militares foram até a casa do padre em dia de folga, já que isso está fora do protocolo.

Nesta sexta-feira, o advogado da dupla presa disse que a investigação tem falhas, uma vez que imagens de 12 câmeras de segurança na vizinhança, laudos e bilhetagem de celulares, não foram solicitados pela Polícia Civil.



Segundo Pena, o sargento pode ter sido morto por um dos companheiros de trabalho. O advogado afirma que todos os agentes haviam participado de uma festa antes de seguirem para a casa do padre. Um dos PMs teria ficado do lado de fora do imóvel.

“Supõe a defesa, mediante os autos, vem mostrando que o policial perdeu o time, entrou na casa e, não sabendo quem que é, talvez por estar alcoolizado e escuro, atirou no policial Arruda”, disse.



Versões conflitantes
Nas versões dos policiais e do padre divulgadas pela Polícia Civil, o religioso estava com medo da extorsão que sofria há cerca de um mês e pediu ajuda a um amigo de Araraquara, que indicou os policiais para flagrar o crime.


Os agentes contaram que Silva, Venção e Santos chegaram armados à casa e, quando entraram, foram surpreendidos pelo sargento Arruda.

No entanto, a defesa da dupla presa diz que Silva foi atraído para uma emboscada, uma vez que o padre marcou um encontro para entregar o dinheiro e receber o CD com o vídeo.

“O padre abriu a porta e pediu para eles entrarem. Dois ficaram na sala, e o Edson foi chamado para ir até o quarto. No corredor, ele viu um homem armado, com roupa branca e encapuzado, que pediu para ele passar o CD. Essa pessoa falou que ele era trouxa e perguntou se ele achava que o vídeo só valia R$ 80 mil. Em seguida falou para eles irem embora”, afirmou o advogado.

Quando o padre abriu o portão para o trio sair, eles ouviram uma discussão e disparos dentro da casa.

“Eles não entenderam e foram embora. Curioso para saber o que aconteceu, o Edson pegou um carro, passou na rua depois de cerca de 40 minutos e viu uma Saveiro com três pessoas em frente à casa. Ele foi embora, e no outro dia os três souberam dos fatos”, disse Penna.



Na quinta-feira (15), a Polícia Civil realizou a reconstituição do crime no bairro Jardim Benassi, com o inutito de esclarecer pontos conflitantes entre as versões dos envolvidos.


O padre Edson Maurício, afastado das funções pela Diocese de São Carlos, participou do trabalho da polícia. Segundo Arlindo Basílio, advogado dele, o religioso confirmou a versão dada em depoimento.

Preso desde o fim de fevereiro, Diego Afonso Siqueira Santos, de 22 anos, não participou da reconstituição por orientação do advogado.

SERTÃOZINHO

Estudante fica ferida ao ser atingida por pneu que sinalizava buraco na rua em Ribeirão Preto, SP

Segundo a vítima, carro esbarrou no objeto, que rodou pela via até bater na moto dela. Prefeitura diz que vai enviar uma equipe ao local para avaliar o problema.

 Estudante fica ferida ao ser atingida por pneu que sinalizava buraco na rua em Ribeirão Preto, SP

Uma estudante de direito ficou ferida após ser atingida por um pneu em uma rua do bairro Jardim Antártica, zona oeste de Ribeirão Preto (SP). A vítima registrou um boletim de ocorrência nesta sexta-feira (16) para responsabilizar a prefeitura pelo acidente, uma vez que o objeto foi improvisado por moradores para sinalizar um buraco no asfalto.

Em nota, a Prefeitura informou que uma equipe será enviada ao local para avaliar o problema.



INSCREVA-SE E FIQUE POR DENTRO




O acidente aconteceu na noite de segunda-feira (12), quando a estudante Stéfani Luane Moraes seguia para o campus da USP, onde cursa direito. A jovem, de 23 anos, disse foi atingida pelo pneu ao passar de moto pelo cruzamento da Avenida Luigi Rosiello com a Rua Canindé.

“Eu vi alguns pneus, eles foram em direção a minha moto. Eu caí. Depois uma moça desceu do carro e contou para as pessoas que o carro dela teria esbarrado nos pneus. Um deles teria vindo para trás e atingido a minha moto.”

RIBEIRÃO PRETO

Acidente entre caminhonete e carro deixa um morto e três feridos na BR-470 em Indaial

Batida ocorreu na tarde desta quarta-feira (14) no km 63 da rodovia.

 Acidente entre caminhonete e carro deixa um morto e três feridos na BR-470 em Indaial

Um acidente entre uma caminhonete e um carro na BR-470 em Indaial, no Vale do Itajaí, provocou a morte de uma pessoa na tarde desta quarta-feira (14). Conforme os bombeiros do helicóptero Arcanjo e Polícia Rodoviária Federal (PRF), outras três pessoas ficaram gravemente feridas.

O acidente foi registrado no km 63 por volta das 13h30, entre uma caminhonete Ranger e uma Doblô. Segundo os bombeiros, uma pessoa já estava morta no local. Das três graves, duas ficaram presas nas ferrragens e precisaram ser desencarceradas.

Conforme o Arcanjo, a vítima mais grave foi conduzida para o Hospital Santa Isabel, de Blumenau. A identidade das vítimas não foi repassada pelos bombeiros nem PRF, que levantavam informações sobre a ocorrência.

Além do Arcanjo 3, Bombeiros Voluntário de Indaial e o Samu de Blumenau e de Indaial atenderam o acidente.

SANTA CATARINA

Vídeo mostra momento em que carro invade temakeria em Campinas

Restaurante estava cheio no momento do acidente. Nove pessoas ficaram feridas e algumas chegaram a ser arrastadas com as mesas.

 Vídeo mostra momento em que carro invade temakeria em Campinas

Imagens de videomonitoramento de uma temakeria de Campinas que estão circulando em redes sociais mostram o momento em que o restaurante foi invadido por um carro, na segunda-feira (12). Nove pessoas ficaram feridas e o socorro foi feito por bombeiros com apoio de policiais militares do Helicóptero Águia.



INSCREVA-SE E FIQUE POR DENTRO




O vídeo mostra o restaurante cheio no momento do acidente. Algumas pessoas percebem que o carro está se aproximando e se levantam. Segundos depois, o veículo invade o local, arrastando o vidro da porta e atropelando as mesas.

Suposto erro
O acidente foi na segunda-feira, perto do meio-dia. O motorista do carro estava estacionando e a suspeita é de que, ao invés de frear, ele acelerou. Um homem ficou preso debaixo do carro.

Das nove vítimas, oito tiveram ferimentos leves. Uma outra pessoa teve traumatismo craniano e segue internada.

CAMPINAS